Conservação
da fauna

 
          A conservação realizada pelos zoológicos é chamada de "ex situ" (fora do ambiente natural) e é complementar àquela realizada no ambiente natural, ou "in situ". Diversas espécies ameaçadas de extinção vivem sob os cuidados do Zoo Bauru, que ao longo de sua história comemorou muitos sucessos reprodutivos. Ainda, o Zoo Bauru, por meio da Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (AZAB) trabalha em parceria com outras instituições de conservação, atuando em programas de manejo ex situ de espécies ameaçadas.

          Além dos cuidados com os animais do plantel, o Zoológico de Bauru auxilia os animais da natureza que chegam por meio da Polícia Ambiental e do Corpo de Bombeiros. Vítimas das ações humanas no ambiente, como os atropelamentos, queimadas e tráfico, estes animais passam por tratamento veterinário e sempre que se tornam aptos retornam ao ambiente natural. 

         Por estar inserido em área de vegetação preservada, o Zoo Bauru abriga diversas espécies da fauna nativa regional, como o sagui-de-tufo-preto, quati, tucano-toco, jacupemba, calango-verde, teiú, entre outras que vivem livremente no local.